27 setembro 2011

Os 7 melhores amigos literários


"Dos amores humanos, o menos egoísta, o mais puro e desinteressado é o amor da amizade."
Cícero

É bem certo que poucas coisas no mundo valham tanto quanto um amigo. Com eles nós estamos em todos os momentos... Na alegria, na tristeza, na desgraça, no sucesso, nas horas mais longas e nos minutos mais curtos, sustentando e apoiando nossos sonhos uns nos outros.

Representando a linguagem verbal dos homens, a Literatura não poderia deixar de falar dos amigos, os autores não poderiam esquecer de dar esperanças às suas personagens através daquele companheiro que aparece na pior das horas... Pensando nisso, selecionei algumas duplas e verdadeiros grupos de amigos que aparecem em nossos livros favoritos que representam esse amor puro da forma mais sincera possível.

1. Sam e Frodo de O Senhor dos Anéis por J.R.R. Tolkien

"Sam olhou para ele e chorou em seu íntimo, mas nenhuma lágrima chegou-lhe aos olhos secos e ardidos. - Eu disse que o carregaria, mesmo que arrebentasse as costas - murmurou ele -, e é isso que vou fazer!
- Venha, Sr. Frodo! - gritou ele. - Não posso carregar a coisa em seu lugar, mas posso carregá-lo junto com ela. Então vamos subir! Venha, Sr. Frodo, meu querido! Sam vai lhe dar uma carona. É só dizer para onde ir, e ele irá."
O Retorno do Rei, p. 215

Sam e Frodo são, em minha sincera opinião, o exemplo de uma amizade muito forte, de um companheirismo mútuo que os fez percorrer longos caminhos juntos, persistir às mais terríveis dificuldades, ao poder do Anel sem que jamais abandonassem um ao outro.

2. Harry e Rony de Harry Potter por J.K. Rowling

"A espada bateu com estrépito quando Rony a largou no chão. Ele caíra de joelhos, a cabeça nos braços. Seu corpo sacudia, mas não de frio, percebeu seu amigo. Harry enfiou o medalhão partido no bolso, ajoelhou-se ao lado de Rony e colocou a mão cautelosamente em seu ombro. Entendeu como um bom sinal que Rony não a tivesse empurrado.
- Depois que você foi embora - disse Harry baixinho, feliz que o rosto do amigo estivesse escondido -, ela chorou uma semana. Provavelmente mais, só que não queria que eu visse. Teve muitas noites em que nem nos falamos. Com a sua partida...
Não pôde terminar; somente agora com a volta de Rony é que compreendia inteiramente o quanto lhes custara a ausência do amigo."
As Relíquias da Morte, p. 295

Falar de amizade sem falar de Harry e Rony é quase um pecado. Os fãs concordarão fervorosamente e poderão os que não simpatizam muito com a obra de J.K. Rowling torcer o nariz, mas é fato que a união entre os dois ao longo dos sete livros apenas se fortaleceu, mais testada que tenha sido e ensinou a muitos jovens o valor de um amigo.

3. Fermín e Daniel de A Sombra do Vento por Carlos Ruiz Zafón
"- Que nada. Seu pai é um santo. Além do mais, estava muito contente de saber que você está de namorada nova.
- O quê?
Fermín piscou o olho, orgulhoso.
- Rapaz, estava nos escondendo, hein? E que garota de fechar o comércio. O fino do fino. Nota-se que frequentou bons colégios, embora tenha um vício no olhar... Olhe, se Bernarda não houvesse roubado meu coração, porque eu ainda não contei para você sobre o nosso lanche... saíam faíscas, está me ouvindo, faíscas, parecia a noite de São João.
- Fermín - interrompi -, de que você está falando?
- Da sua namorada.
- Eu não tenho namorada, Fermín.
- Bem, agora vocês jovens chama isso de qualquer coisa, "guirlifrend" ou..."
p. 109
Em sua qualidade de livro emocionante, A Sombra do Vento apresenta ao leitor os mais diversos sentimentos entre suas personagens encantadoras. Impossível não amar como Júlian, não querer ser amigo de Fermín como Daniel foi.
4. Mariam e Laila de A Cidade do Sol por Khaleid Hosseini

"Mariam esperou pacientemente até que Laila melhorasse. Então, mandou a moça se deitar ali, no seu colo, e, passando a mão por seus cabelos, disse-lhe que não havia com que se preocupar, que tudo ia dar certo. Disse que iriam embora, ela própria, Laila, as crianças e Tariq também. Que deixariam aquela casa e aquela cidade impiedosa. Sempre acariciando os cabelos de Laila, Mariam disse que, juntos, deixariam aquele país desesperançado e iriam para algum lugar distante e seguro, onde ninguém conseguiria encontrá-los, onde poderiam renegar o passado e encontrar abrigo.
- Algum lugar em que haja árvores - acrescentou ela. - Isso mesmo. Muitas árvores." 
p. 313

A amizade entre Mariam e Laila foi uma das que mais me emocionou entre tantos livros. Duas mulheres esposas do mesmo homem que se tinham como inimigas, adaptaram-se às terríveis vidas conturbadas das afegãs durante os tempos de domínio talibã e conseguiram superar todas as desavenças para tornarem-se grandes amigas, quase irmãs, auxiliando-se até o fim.

5. Arya e Jon de As Crônicas de Gelo e Fogo por George R.R. Martin

"Quando por fim adormeceu, sonhou com seu lar. A estrada do rei serpenteava ao longo de Winterfell a caminho da Muralha, e Yoren havia prometido que a deixaria lá sem que ninguém ficasse sabendo nada sobre quem era. Ansiava por voltar a ver a mãe, e Robb, Bran e Rickon... mas era em Jon Snow que mais pensava. Desejava que de algum modo pudessem chegar à Muralha antes de Winterfell, para que Jon pudesse despentear seu cabelo e chamá-la de "irmãzinha". Diria "tive saudades de você", e ele diria a mesma coisa no mesmo instante, do modo como costumavam sempre dizer as coisas juntos. Ela gostaria disso. Gostaria mais disso do que de qualquer outra coisa."
A Fúria dos Reis, Arya Stark p. 29

Jon e Arya são meio-irmãos mas, acima de tudo, acima de todos, queridos amigos. Quando separados, Jon não tira a mente de Arya, Arya não tira a mente de Jon. Quando tristes, recorrem à evocação das lembranças que viveram juntos e é impossível não nos emocionarmos do enorme carinho que o irmão bastardo nutre pela pequena Stark.

6. O.N.D.E, Ondas (Olly, Niki, Diletta e Erica) de Desculpa se te chamo de amor por Federico Moccia

"Nos dias seguintes, as Ondas fazem rodízio. Turnos no hospital. Levar de vez em quando algum sorvete, algo para os pais de Diletta. Um jornal, uma revista, alguma coisa gostosa feita no Mondi ou no Euclide. Alternam-se assim, Ondas de um mar que deverá acalmar-se, cedo ou tarde. E, de qualquer maneira, é preciso acreditar. Uma depois da outra, uma ressaca sem fim. Ondas sorridentes, divertidas mas não muito. Otimistas. Fingir não ter dúvidas. Certezas. Tudo vai se resolver. E não admitir nem por um instante a si mesmas que poderia não ser assim... Incansáveis. Uma história de amizade que não experimenta cansaço. E se passam o bastão com um sorriso. Niki. Olly. Erica. E às vezes em duas, outras vezes em três, continuam estudando para o exame de maturidade."
p. 320
As Ondas são joviais, viçosas, amantes da vida e amigas sinceras, sem cobranças, sem momentos... Ainda que Niki seja a protagonista, Federico Moccia intercala as histórias das outras moças com a dela numa narrativa refinada, toda lírica que sempre mostra a forte amizade que as sustenta.

7. Ed e Marvin de Eu Sou o Mensageiro por Markus Zusak

 "Aceito a oferta e como um pedaço de pão na chapa. Nada mau, na verdade, e finalmente pergunto pro Marv por que ele escolheu exatamente hoje pra me pagar um café-da-manhã fora. Isso nunca aconteceu antes. Nunca saí pra tomar café-da-manhã em toda a minha vida. Além disso, jamais passaria pela cabeça do Marv pagar pra mim. Taí um negócio fora de cogitação. Normalmente, ele preferiria a morte.
- Marv - digo, olhando direto pra ele -, por que você me trouxe aqui?
Ele balança a cabeça.
- Eu...
- Diz aí um negócio: você tá é fazendo uma média pra garantir que eu vá ao jogo esta tarde, não?
Marv não pode mentir pra mim agora e ele sabe disso.
- É, basicamente isso sim, cara.
- Eu vou, brother. Pode contar comigo lá às quatro horas em ponto."
p. 169

Amigos engraçados, que estão sempre reclamando um do outro mas se adoram. A história de Ed e seus amigos, mas especialmente Marvin vai deixar o leitor risonho muitas vezes, já noutras o fará refletir sinceramente sobre a simplicidade que reside na cumplicidade entre dois amigos verdadeiros.

Que todas as nossas amizades sejam eternas enquanto durarem!


15 comentários:

Marina Oliveira disse...

Sou apaixonada por Harry Potter e O Senhor dos Anéis... Ótimas escolhas de duplas *-*
Beeeijos

Marina Oliveira
http://distribuindosonhos.blogspot.com

Eduarda Menezes disse...

Ahh que post lindo! Amei as suas escolhas ^^
Sam e Frodo, Harry e Rony, Fermin e Daniel, Ed e Marvin, adoro todooss eles! E só não citei os outros porque não os conheço de fato, apenas de ouvir falar, mas tenho poucas dúvidas de que igualmente iria adorá-los!

Beijoo!

Livros e Tsurus disse...

Ahh que post fofo!! ^^

Dos que você citou eu conheço duas duplas \o/

A amizade da Mariam e da Laila é emocionante. Elas tinham tudo para serem rivais, mas se ajudaram da melhor maneira possível, adoro esse livro!

A amizade do Ed e do Marvin é bem engraçada mesmo, são o tipo de amigo que pega no pé um do outro o tempo todo... mas são bem companheiros e divertidos.

E não tem como esquecer do Porteiro (tá, eu amo cachorros) O grande e fiel companheiro do Ed, me emocionei com eles... ♥

Beijos

http://livrosetsurus.blogspot.com

Mireliinha disse...

OWN *-*
Adorei o teu post! Ótimas escolhas!
AMO Senhor dos Anéis!

Obrigada por visitar o Diva! ;D

:*
Mi
Inteiramente Diva

Ana disse...

Ah, que legal sua postagem...relembrar Sam e Frodo me fez refletir no real sentido de amizade...
Já que postou um livro do Carlos Ruiz Zafón, fica a dica de "O Jogo do Anjo" pra vc. Nesse livro, há uma grande amizade entre o protagonista David Martín e o Sr. Sempere, que também aparece no livro A Sombra do Vento.
É sempre bom passar por aqui...
Sucesso pra vcs meninas!

Aione Simões disse...

Ana, que post lindo!
Concordo completamente com você, não somos nada sem nossas amizades e elas devem ser eternas enquanto durarem!
Amei as escolhas de amigos, não li todos os livros, mas, dos que conheço, concordo completamente!
Beijos

ka macedo disse...

Aii, adorei essa lista! Acho que nunca tiva visto alguém listar as melhores amizades literárias.
Acho que a mais linda é a de Frodo e Sam. Eles estão juntos para tudo. Nos piores momentos, nos melhores... sempre, naquela jornada que foi dificil tanto para um quanto para o outro.
Harry e Rony também tem uma relação muuito bonita, mas acho que nem se compara tanto, haha.
Gostei muito mesmo *-*

Beijoos
Minha Bagunça.

Bruno Miranda disse...

Adorei o post, pena que eu só conheça o Rony e o Harry. :S Quero muuuito ler Senhor dos Anéis e As Crônicas de Gelo e Fogo. Enfim, o sentimento de amizade que os autores passam são muito especiais. Parabéns pelo post, beijos.

@minha_estante - Minha Estante

Aline Gasparini disse...

Ah, que lindo o post :D Adorei a ideia.
Confesso que não conheço a maioria dos amigos citados 'Haha, mas sem dúvidas os meus preferidos são Rony e Harry, aliás, nessa foto eles estão tão fofinhos *---*

Beijos&beijos
Book is life

Camila Costa disse...

de todos so conheço os dois primeiros e concordo PLENAMENTE
frodo e sam sao tipo.. sem palavras a amizade deles nos livros me emocionou muito; bom senhor dos aneis é senhor dos aneis né
e claro hp é hp rony e hary merecem sem duvidas *-*

Julia G disse...

Adorei o post!! Quantas outras amizades encontramos pela literatura, não é mesmo? Acho que é impossível listar todas ;~

Beijos

Patricia Ferreira disse...

OI Ana ! tudo bem ?

Muito bem escolhidos os amigos, pena que eu não li todos que vocÊ citou ai, mas pelo que você falou já deu para pegar um pouco de conteudo do livro =D
É muito bom ler livros que o protagonista tenha uma melhor amiga ou um melhor amigo.
ótimo tema !

Beijos, Patty
Cartas para Ficção

Sanzinha disse...

Ah, tão lindinhos o Harry e o Rony! *-*
Adoro O Senhor dos Anéis e sempre achei muito bonita a amizade entre Sam e Frodo.
E as ONDE são lindas, né? ahaha

Beijos, Ana!

Naty disse...

Adoreei! Concordo com a maioria, aí! Alguns são conheço, mas adoro Sam e Frodo, e Harry e Rony *-* São realmente exemplos de amigos!

Bjos;*
Naty - Just Books !

Teorias de Gi disse...

A Amizade é algo muito lindo e muito necessário eu sitaria Serena e Blair de Gossip Girl, mas adorei suas colocações!