13 outubro 2011

Para Gostar de Ler #22 - Histórias de Amor

Título: Histórias de Amor
Autores: Lygia Fagundes Telles, Marques Rebelo, Marina Colasanti, Machado de Assis, O. Henry, Luís Fernando Veríssimo, João do Rio, Elias José, Orlando Bastos, João Antônio e William Shakespeare
Editora: Ática
Número de páginas: 157
Gênero: Literatura Brasileira; Antologia de contos
Quando na escola? Muito provavelmente no estudo dos contos, uma vez que não possui uma corrente literária definida, abrangendo várias épocas.

O amor pode estar escondido em uma floresta ou de seres encantados ou em um inacreditável engarrafamento de tílburis e carroças.
Pode durar toda a vida ou ser tão passageiro quanto uma ilusão. Pode ser o sonho de uma tecelã ou virar o pesadelo que abala uma antiga amizade. Não importa. Inspiração para escritores de todas as épocas, o amor será sempre um tema capaz de seduzir qualquer um de nós.
"Marina sorria, confirmando. Ele sorria também. Diversas vezes, ele olhou pra trás e a encontrou olhando. Trocaram sorrisos e olhares. Os dois estavam vivendo uma ternura primeira e não sabiam escondê-la."
Elias José
Mais uma vez trago ao leitor um tema tão discutido em todo o mundo e na mais pura literatura. Amor, novamente. Amor que neste vigésimo segundo volume da popular coleção Para Gostar de Ler cria-se e recria-se sem ser piegas, sem ser demasiado. Nem muito, nem pouco. Apenas na dose certa.

O mais interessante da coletânea é, muito provavelmente, a diversidade de estilos que ela abrange. Temos o amor cotidiano no texto de Lygia Fagundes Telles; a delicadeza, por Marques Rebelo; a fantasia e a metáfora embutida nos contos de fada de Marina Colasanti; a ironia e o realismo nu, desprovido de subjetivismos no eterno Machado de Assis; a crítica à sociedade por meio de um amor "por acaso", de O. Henry; o humor que divide a coletânea por parte de Luís Fernando Veríssimo; a paixão feroz e ilusória, um feliz descoberta através da retórica de João do Rio; a inocência do amor infantil cedida gentilmente por Elias José; um texto fascinantemente cruel, fantasioso e melancólico por Orlando Bastos; os sentimentos contraditórios do homem, de João Antônio e, encerrando com grandiosidade, a comédia de Shakespeare, tão conhecida por todos nós "Sonho de Uma Noite de Verão".

Sei que muitos não se interessam por contos, o que acho uma pena. Contudo, garanto que não arrepender-se-iam se, por acaso, resolvessem conhecer um pouco mais do universo desses textos curtos que falam tantas coisas em tão poucas linhas, com um valor inestimável.

Nesta obra, por muitas vezes, o texto conversa com o leitor e o convida a aventurar-se pelos tantos amores apresentados. Difícil é não reconhecer-se em algum dos personagens, não sentir o que eles sentiram de forma tão brasileira, à exceção do estadunidense O. Henry e de William Shakespeare. São histórias que se misturam e casam-se entre si de maneira muito desproposital.

Destaque para o conto de  Machado de Assis, "Fernando e Fernanda", uma história entre dois namorados que se desencontram em seu amor; para a ironia e a crítica engajada de O. Henry em "Manon e o arqueiro"; para a geniosidade de Orlando Bastos em trazer a pureza do amor misturada de maneira muito tênue à loucura e à desgraça em "Os Amantes".

Histórias de Amor, com suas poucas 157 páginas, promete ser um bom entretenimento ao leitor desinibido de preconceitos contra textos compactos e que pretende conhecer, intimamente, as tantas faces desse sentimento complexo pela eloquência que infalível dos queridos autores brasileiros.
"Nem uma palavra. Estavam num outro mundo. Ele caiu de joelhos, ela pendeu, estavam os dois. Era frenética e deliciosa. Deliciosamente deliciosa. A própria paixão a vibrar. E Geraldo voltou ao casinhoto, outro homem, aturdido, sem compreender o que via, a lembrar-se dos seus abraços e das palavras suas."
João do Rio
Avaliação Geral:
Nota 4 de 5 (Muito Bom)

Uma boa quinta-feira a todos!

22 comentários:

✿ Nessinha✿ disse...

Olá!!
Eu ainda tinha visto essa sua coluna, que boa ideia, muito bom!
Nossa, achei o livro interessante e capa bem romantiva!! bjus

http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/2011/10/papo-letra-entre-blogueiros-15.html

Gabriela Orlandin disse...

Eu gosto de contos, embora não tenha lido muitos. Mas gosto porque eles ficam na nossa mente mais facilmente, acho que é porque o lemos mais rapidamente do que histórias longas. Os contos que eu li, nunca mais esqueci. Adorei o tema desse coleção, bem interessante.
Beijos.

Mireliinha disse...

Para Gostar de Ler me lembrou os tempos da escola *-*
Adorei a resenha! O livro parece ser tão fofo!

:*
Mi
Inteiramente Diva

Alinne disse...

Gostei da resenha, porém não sou muito chegada em livros de contos,pois acabo perdendo o interesse rapidamente,mas já li alguns e realmente gostei.Esse me interessou.
Beijos.

Books e Desenhos

Julia G disse...

Ana, eu não sou muito de contos, tenho que admitir, mas há aqueles bem escritos que realmente me conquistam. E, convenhamos, uma obra desse nível, com tantos autores renomados, deve mesmo ser boa. Vou começar a ler um livro de contos essa semana, inclusive.


Beijinhos.

Sheila Lima disse...

Bom, nunca é tarde pra aprender a desenhar, é só ter força de vontade e treinar muito, ninguém aprende da noite pro dia!!!
Muito obrigada pelo elogio!!!

Se eu tiver oportunidade de ler esse livro, certamente o farei, amo ler!!!

Mil Sweetkisses ♥

Lu Tazinazzo disse...

Eu adoro a coleção para gostar de ler! Adoro que, como você disse, a coleção acaba abordando diversos jeitos de se contar um tema. Parabéns pela resenha, está muito bem escrita!

Beijos

Lu Tazinazzo
@lutazinazzo
http://aceitaumleite.blogspot.com/

Natalia Dantas disse...

Oi Ana :)

Bem como sou nova por aqui ainda não tinha visto essa coluna, mais é bem interessante. Gostei!
Tenho um livro de contos de O. Henry, mais não tive a possibilidade de ler.. Mais vai ser o mais rápido possivel..
Mais não incluindo nesse post:
Obrigada por comentar lá no blog,e sim já vi e ou vi falar em alguns livro da Agatha, mais nunca li.. sempre falam que é bom e tals. Mais ainda vou ler! Nm sei quando :)

Aione Simões disse...

Oi Ana!
Normalmente não costumo ler contos, mas não é nem uma questão de preconceito, é mais uma falta de oportunidade mesmo!
O livro parece ser ótimo, é uma temática que certamente me cativa e abordada por excelentes autores!
É bom para variar a leitura de vez em quando, além de ser algo mais rápido e dinâmico, não é?
Beijos!

Carissinha disse...

Eu amo contos. Não entendo porque tanto preconceito.

Não li esse volume da série, mas fiquei com vontade depois de ler o post.

Beijos!!

Arte Around The World

Bianca Sampaio disse...

Minhas experiências com contos não são muito legais, por isso nem me aventuro a ler um livro de contos :s

Beijos, Bianca
www.epilogosefinais.co.cc

Sanzinha disse...

Hey, Ana!

Super legal e original essa sua ideia de falar sobre livros encontrados em bibliotecas de escola. Isso pode ajudar e muito no incentivo à leitura àqueles que estão na idade escolar.

Não sou fã de contos e crônicas, mas para estudar literatura na escola esses livros são ótimos!

Beijo grande e ótimo fim de semana pra vc!

*♡* Jane Dos Anjos *☆* disse...

Oi Ana!! Menina quando li está postagem me lembrei que quando estudava pegava um livro toda sexta feira, pra ler no final de semana, meus preferido era os de poesias, daí na segunda eu devolvia, a moça da biblioteca até estranhava quando eu não ia pegar um na sexta!!
Bons tempos!! Hoje estou assim, meia preguiçosa pra ler, não é nem preguiça é falta de tempo mesmo!! rsrsrsrs... Gostei da resenha do livro, boa dica, as vezes um livro pode ser ruim, mais quando se começa a ler que vc irá realmente conhecer o conteudo, eu li um livro uma vez que se chama Ema e Eu e é um livro que tem 3 historias no mesmo livro e Ema e Eu me emocionou muito!! Bjs

Camila Costa disse...

eu tenho sérios problemas com livros de contos; se nao tem uma história só eu fujo suidhasuihduias acho que o único livro que tem mais uma história que eu gosto deverdade é justamente meu livro favorito de todos os tempos: as cronicas de nárnia mas enfim né... kk

Sofia disse...

Oi Ana! Como a Aione: Não Costumo ler contos... ^^ E gosto muito!

Acho legal livros com vários autores, pois tanto mostra cada personalidade e jeito de escrever sua história, quanto vai variando... Já li livros desse jeito e não me arrependi, só que; claro, (ou não) não há uma história própria, ou em si!

Parabéns, o post tá ótimo!

Beijos,

http://so-soline.blogspot.com

Sofia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nana disse...

Dificilmente leio contos!
Mas gosto, principalmente de amor...
Como sempre fiz cadernos de versos e tals sempre tem umas partes que gosto de anotar >.<

Have a nice weekend
xoxo
Nana - Obsession Valley

danamartins disse...

Tomei um susto com o bando de autor, por 1 segundo pensei até que fosse filme ou sei lá. HAUH

Parece interessante, a ideia foi muito boa. Pena que essa capa não é nada atraente, o que é até irônico, já que é "Para gostar de ler". Para alguém se aproximar tem que ser, no mínimo, atraente. Não sei pra quem que a Ática acha que tá fazendo livro... /fimdoataquegay

Eu não conhecia, mas se eu esbarrar com ele agora dá até pra dar uma chance. Ainda mais que são pequenos. '-'

Bookaholic World disse...

Owwn, que tema mais fofo!
Gostei da sua descrição do livro, parece ser super doce. =)

beeeeeijoo, Nayanne.
http://www.bookaholicworld.com/

Eduarda Menezes disse...

Ah que lindo! Esse livro deve ser muito bom! Lembro demais da minha coleção Para Gostar de Ler quando era pequena, mas não conhecia esse em questão! Os contos parecem ser maravilhosos e adorei essa abordagem do amor em todas as suas formas e situações! Ótima escolha de quote também! ^^ Beijão!

Bruno M disse...

Como muitos aqui também não li diversos contos, mas gosto deles. São pequenos e tem alguns realmente ótimos!

Vá ler Questões do Coração, é ÓTIMO! Tá na lista dos melhores do ano, e eu nem esperava! E parabéns por ter ganhado autografado! :D

Fábrica dos Convites disse...

E quem não gosta de boas histórias de amor? O livro deve ser ótimo, ainda não tinha visto falar dele. Bjs e valeu a dica. Bjs, Rose.